segunda-feira, junho 23, 2008

A entrada silenciosa...


Manuela Ferreira Leite acaba de tomar posse do seu lugar de presidente do PSD. Entrada discreta, sem espectáculo, como asseguram ser seu desejo.
Aqui parece estar sozinha... em palco...Garanto que não fui eu que tirei a fotografia, tomei-a de empréstimo.
Entretanto o seu amigo Marcelo já lhe arranjou uma das suas habituais "estrangeirinhas" metendo-a na "intrigalhada" do bloco central...ou seja, uma verdadeira confissão de derrota. Se no PSD de Ferreira Leite alguém de entre os regressados barões admite tal hipótese, então estão a prevenir-se para uma derrota antecipada e para degolar a "sacrificada" Manuela no Congresso seguinte às legislativas...e, a ser assim, não se tratará de um qualquer Passos Coelho mas antes de alguém de entre o baronato que ascendeu à Comissão Política...
Pobre Manuela que mesmo antes de tomar as rédeas ao partido já tem de cuidar de ver quem lhe pisa a sombra...e depois não digam que se trata de Santana ou Passos Coelho...ao que parece o esboço de " jacquerie" começa bem próximo dos seus supostos amigos de peito... Claro, quando não há lugares para dar e as listas não esticam, é sempre difícil acomodar os que se reclamam da maior lealdade e fidelidade...
E, claro, Manuela Ferreira Leite será uma lider que, por não estar no Parlamento, nunca poderá terçar armas em directo com o 1º ministro...Uma séria desvantagem...Meneses resolveu o problema falando todos os dias na sede do PSD ou inventando iniciativas. Terá exagerado, bem o sabemos, mas contava com um líder parlamentar de primeiro nível, Santana Lopes...
Mas a Dra Manuela não vai por aí, diz-se...vai por discursos...
A ver pela amostra do Congresso há-de reconhecer-se que ambos os discursos que aí produziu estão inundados de vacuidades, lugares comuns e cedências anunciadas às teses trôpegamente liberais de Passos Coelho.
Não é um bom augúrio.Mas esperemos para ver.
Osvaldo Castro

Good Trip Mr. Scolari...

Estava na hora, Scolari tinha mesmo de ir enfrentar os jornalistas ingleses...!estava mesmo ansioso por treinos diários e jogos de 4 em 4 dias...?!uma aposta como não chega ao Natal a comandar o Chelsea...?
Nem tudo foi mau com o treinador Scolari, mas foi inadmissível que em pleno campeonato tivesse permitido que saísse a notícia de que abandonaria os comandos da selecção...Por acaso, a partir desse instante perdemos os dois jogos...
É que ele tinha obrigação de saber que, pelo menos o guarda-redes Ricardo ficaria afectado com tão tremenda( para ele, claro) notícia... e isso foi fatal como se viu em 4 dos 5 golos que sofremos contra a Suíça e contra a Alemanha...
Afinal, estava na hora de mudar de seleccionador, como tantos reclamavam... e já agora podem também mudar de Madaíl, que este prepara-se para recontratar o Scolari quando o Chelsea o mandar de volta...Vade retro!




Osvaldo Castro

Não sei porquê...

De facto não sei qual a razão, mas a verdade é que isto, quer dizer, também o "Praça Stephens", tem estado muito parado...
Não sei se é da falta de combustível ou mesmo de bens alimentares essenciais...
O "lock-out" já se acabou, o futebol também, para nós está mais que visto, o Felipão já vai de partida e o Ricardo será contratado pelo Benfica...portanto, não percebo...
Ou será que estamos todos à espera da Manuela...mas a senhora também já chegou...e, claro, falou baixo, mas venceu...aos penaltyies, que é o que está a dar...
Puxem lá das meninges e escrevam!




Osvaldo Castro

quarta-feira, junho 11, 2008

Cristiano Ronaldo e Quaresma...


Só falta o Deco (que grande jogo) para estarem presentes os marcadores dos 3 golos contra a República Checa...E já vamos para os 4ºs de final, em primeiro lugar do Grupo A, mercê da derrota da Suíça perante a Turquia...
Sem euforias, até porque a República Checa não foi "pêra doce", jogo a jogo, podemos lá chegar...
Cristiano Ronaldo foi eleito "o melhor jogador", e ainda não está a 100%...!
Osvaldo Castro

terça-feira, junho 10, 2008

Barak Obama, "A Audácia da Esperança"...


Aí está o candidato do Partido Democrático às eleições de Novembro nos Estados Unidos. Após ano e meio de dezenas de confrontos em primárias por todos os Estados americanos derrotou inapelavelmente a sua mais difícil adversária, Hillary Clinton. Ganhou em número de delegados e em apoios de superdelegados (o "aparelho",vou chamar-lhe assim, bem conhecendo da imprecisão) e também em número de Estados...
Mas, a divisão com Hillary foi mais do que o desejável. Basta ver que ela obteve cerca de 18 milhões de votos nas primárias e nos "caucus" que se efectuaram...Apoiantes que são indispensáveis à vitória de Obama e dos democratas.
É bem certo que Hillary Clinton fez um excelente discurso no passado Sábado, não apenas de aceitação urbana da derrota, mas especialmente de apoio e empenhamento na campanha do candidato indigitado para a nomeação democrática.
Insistiu e sublinhou a necessidade de que os seus apoiantes se empenhassem ao lado dela na campanha de Obama e que fizessem por ele o que, até então, tinham feito por ela... Chegou a usar a expressão "Yes we can",mote da campanha de Obama, para afirmar que todos juntos "Yes...we can ellect Obama for president of USA"...
Foi um discurso de grande elegância política, de máximo empenhamento na vitória dos democratas e de grande convicção na possibilidade de vitória de Obama.
E, de facto, tudo isso é bem necessário se os democratas querem derrotar o experiente republicano MCain...é que ele demarcou-se o suficiente de Bush para poder confundir muitos americanos.
E para o mundo, bem necessário se torna que, os republicanos e os neo-conservadores que rodearam e incentivaram Bush a partir à desfilada para o desastre do Iraque, sejam afastados do poder pelos anos suficientes para recompôr a economia americana, o que também se consegue se os Estados Unidos abandonarem a tese de que são os polícias do mundo, em vez de concertarem posições com as diversas organizações internacionais competentes.
Obama,espero, derrotará MCain, com a ajuda de Hillary Clinton e dos seus apoiantes. Se tal suceder,vira-se um página negra no mundo e abrem-se nichos de oportunidade na recuperação da economia global, no respeito pelos direitos humanos e no recíproco trato de igualdade entre as diversas nações.
Já agora, "A Audácia da Esperança" é o título do livro que ele escreveu como base estratégica e programática para a sua campanha. Está aí à venda nas livrarias e é excelente para conhecer Barack Obama.
Osvaldo Castro

Boas Entradas...

Embora, só passados quase três dias...aí fica a imagem dos vencedores sobre a Turquia por 2-0.
Foi um belo início de Euro 2008 e a confirmação do jovem Moutinho, mas também do Pepe (que grande golo !) e do Bozingwa...Na fotografia faltam o Nani, o Meira e o Raúl Meireles que fez o golo da confirmação, após uma excelente rotação do Moutinho. Claro, uma jogada iniciada com um cruzamento letal, saído da inteligência de Cristiano Ronaldo.
A ver vamos, já na 4ª feira, como encaramos a República Checa...como disse o Deco, é melhor não entrar em euforias...nestas coisas nem sempre ganham os favoritos...Como se prova pelo excelente jogo da Holanda,ontem, que bateu a Itália sem apelo nem agravo, que são só os campeões do mundo...
E quanto aos checos nunca me esqueço de um tal Poborsky que, com um chapéu impossível ao Baía, fez esfumar as nossas pretensões dos anos 90...
Boa sorte!



Osvaldo Castro

segunda-feira, junho 02, 2008

Os Impostores (3)

No jornal que a CDU anda a distribuir, a dado passo, diz-se o seguinte:

"O alargamento da Zona Industrial do Casal da Lebre que acabou de ser desbloqueado graças à decisiva intervenção desta autarquia(...)".

Alberto Cascalho

"Das muitas acções realizadas pela Câmara, aquela que merece especial destaque, é sem dúvida, o alargamento da Zona Industrial do Casal da Lebre"

Fernando Esperança

Estas palavras vergonhosamente ambíguas, ou pior, falsas, levam-me a contar aqui, publicamente, todo este processo.
No mês de Fevereiro informei o dr Alberto Cascalho que iria ser recebido em audiência pelo primeiro-ministro, conjuntamente com o governador civil, para, entre outros assuntos, tratar do desbloqueamento da Zona Industrial. Solicitei-lhe por isso que me organizasse um pequeno dossier sobre este processo.
Nesse semana, Alberto Cascalho foi-me entregar pessoalmente esse pequeno dossier, solicitando que tudo fizesse para resolver o assunto.
Logo que saí dessa audiência com Sócrates em Lisboa, telefonei a Alberto Cascalho dizendo-lhe que o primeiro-ministro tinha dado instruções para que esse assunto fosse resolvido na reunião de conselho de ministros dessa quinta-feira (estávamos numa segunda-feira).
Alberto Cascalho rejubilou com a informação.
Na quinta-feira em que estava prevista a aprovação, Alberto Cascalho liga-me dizendo que mandou consultar na web os diplomas que foram a conselho de ministros e este não constava na lista dos aprovados.
Disse-lhe que ia procurar saber.
Falei, para a presidência do conselho de ministros, com o chefe de gabinete de Jorge Lacão (Francisco André) e, de facto, confirmou-se que o diploma não tinha sido ainda aprovado, dado ter surgido uma pequena dúvida, adiando-se assim a votação por mais uma semana.
Esta versão foi também confirmada, na mesma altura, ao deputado Osvaldo Castro já que ambos trocámos impressões sobre o assunto.
Resolvida a dúvida e passada uma semana, o diploma foi aprovado e depois publicado .
Se aquelas palavras de Alberto Cascalho são para dizer que foi um vereador da câmara municipal, neste caso eu próprio, que resolveu o problema da zona industrial, agradeço-lhe a simpatia e a cortesia, mas não se devia incomodar, não preciso desses louros para nada, só fiz o que me competia e estou certo que qualquer outro no meu lugar, com estas possibilidades, faria exatamente a mesma coisa. Mas já que quis ser tão amável, podia ao menos dizer o nome do vereador e não se ficar por um ambíguo e enigmático "intervenção desta autarquia", não vão os munícipes ficar a pensar que o assunto foi resolvido por "intervenção divina".
Mas se à enigmática "intervenção desta autarquia", o dr Alberto Cascalho quer referir a sua pessoa, o seu partido político ou o executivo PCP/PSD que lidera, então quero dizer-lhe com toda a frontalidade que está a mentir. Está a mentir descaradamente à população do concelho. E isso é muito grave.
Só o desespero pode levar uma pessoa com as responsabilidades do dr Alberto Cascalho a mentir. E desespero é a última coisa que se pode sentir numa pessoa que, embora eleito vereador, assume agora as funções de presidente da câmara.



João Paulo Pedrosa

Proposta dos vereadores do PS

A Zona Industrial da Marinha Grande está votada ao abandono, ervas com mais de um metro de altura, passeios partidos, buracos, entulho, caixas de saneamento sem tampas, enfim, uma vergonha. Se alguém quiser saber a que ponto chegou o desleixo deste executivo PCP/PSD é só passarem por lá. Em face disto os vereadores do PS apresentaram, na última reunião de câmara a seguinte proposta:

"Dado o elevado estado de degradação a que se deixou chegar o espaço experior da Zona Industrial da Marinha Grande, onde a erva o mato e as silvas já atingiram mais de um metro de altura, dando uma péssima imagem da capacidade de excelência industrial que a Marinha Grande tem, propomos uma imediata intervenção de limpeza, arranjo e conservação daquele espaço, por forma a conferir-lhe dignidade. Para além destes espaço públicos (passeios e bermas) também os espaços envolventes de equipamentos públicos - OPEN e CRISFORM - se encontram abandonados, em total desleixo o que é lamentável, razão pela qual a intervenção urgente da câmara municipal se deve dirigir para estes espaços."



João Paulo Pedrosa

Os Impostores (2)

Nesse mesmo jornal, do outro lado da primeira página, aparece uma grande foto de trabalhadores a colocarem umas manilhas para, logo de seguida, mais outra pérola.

"Com o regresso da CDU à câmara a política de dotação de saneamento básico, voltou a ser prioridade desta autarquia"

Três anos depois da CDU ter chegado à câmara da Marinha Grande nem uma, repito, nem uma obra de saneamento foi adjudicada.


João Paulo Pedrosa


Os Impostores (1)

Há pouco, no café, dei conta de um jornal que a CDU anda a distribuir como forma de realçar a sua escandalosa propaganda e ausência de obra. Logo na primeira página apresentam-nos esta pérola.

"Os projectos estratégicos (da CDU) para o desenvolvimento da Marinha Grande (que) merecem destaque são:

- Variantes circulares à Marinha Grande (projecto executado pela câmara do PS, já com quadro de expropriações).
Estado em que se encontra: PARADO DESDE QUE A COLIGAÇÃO PCP/PSD CHEGOU À CÂMARA

- Construção do NOVO Terminal Rodoviário da Marinha Grande (projecto elaborado pela câmara do PS)
Estado em que se encontra: PARADO DESDE QUE A COLIGAÇÃO PCP/PSD CHEGOU À CÂMARA

- Expansão das áreas industriais de Marinha Grande e Vieira de Leiria (câmara PS deixou projecto da área industrial da Marinha Pequena e Vieira de Leiria)
Estado em que se encontra: PARADO DESDE QUE A COLIGAÇÃO PCP/PSD CHEGOU À CÂMARA


- Construção das Piscinas Municipais (a câmara PS deixou um projecto pronto a executar, este executivo abandonou esse projecto e avançou para outro que, ao fim de três anos, ainda nem sequer saiu da câmara para concurso, da primeira vez que o fizeram tiveram que o anular)
Estado em que se encontra: PARADO (ou melhor, este andou para trás)

- Revitalização do Património Histórico Stephens (a câmara PS deixou um projecto pronto para o Teatro e um projecto paisagístico para o jardim classificado)
Estado em que se encontra: PARADO DESDE QUE A COLIGAÇÃO PCP/PSD CHEGOU À CÂMARA

- Reabilitação do edifício da Resinagem (projecto executado pela câmara PS)
Estado em que se encontra: PARADO DESDE QUE A COLIGAÇÃO PCP/PSD CHEGOU À CÂMARA


João Paulo Pedrosa